História

O Porto Alegre Country Club foi fundado em 30 de maio de 1930, reunindo um grupo selecionado de associados com uma paixão em comum: o golfe. Entre os sócios-fundadores estão Joseph E. L. Millender, Carlos Sylla, Álvaro Gonçalves Soares, A. D. MacDonald, A. S. Cliff, Antônio Jacob Renner, José Bertaso, Pelegrin Figueras, Fábio Netto, Ernest John Aldworth, Victor Adalberto Kessler, Hermano Franco Machado, Luiz Guerra Blessman, Carlos Hofmeister e Arthur D. Sharpus.

O texano Mr. J. E. Millender é considerado um dos principais idealizadores do Porto Alegre Country Club. Durante os anos em que residiu na capital, Mr. Millender dedicou atenção especial para o Clube e também ao esporte.

01 (6)

Antes mesmo de inaugurar o clube, os seus fundadores já estavam envolvidos com o golfe. Eles praticavam o esporte em uma cancha improvisada, no campo esportivo da Brigada Militar, que possuía apenas cinco buracos e greens de areia. O interesse pelo golfe foi crescendo e, com isso, o terreno provisório tornou-se pequeno para o grande número de golfistas.

Em dezembro de 1931, durante a gestão de Carlos Gomes, o clube comprou cerca de 42 hectares, localizados entre os bairros Boa Vista, Chácara das Pedras e Passo d´ Areia, onde a sede permanece até os dias de hoje. A construção da cancha teve o seu início imediato, sob a supervisão de José Gonzalez, que permaneceu em Porto Alegre no período de 15 dias, atuando também como professor de golfe no clube.

01 (1)

Com a conclusão da cancha no dia 3 de janeiro de 1932, o Porto Alegre Country Club foi inaugurado com um torneio de golfe e um churrasco. A festa aconteceu ao ar livre, já que o clube ainda não possuía uma sede. A partir desta celebração, foram organizadas muitas outras festas nos jardins, sempre muito disputadas e marcantes para a história social da cidade. Após quatro meses da inauguração, o clube adquiriu mais 13 hectares em áreas vizinhas, totalizando uma área de 55 hectares.

Naquela época, por reunir norte-americanos e ingleses entre seus sócios, o Country ficou conhecido como “Clube dos Ingleses”. Os churrascos e as comemorações como festas de São João que eram realizados desde o seu início, tornaram-se uma forma de aliar o perfil de clube estrangeiro às tradições locais.

Já no final da década de 1930, deu-se início a ampliação da cancha. Foram adquiridas mais terras vizinhas para a construção de nove buracos adicionais. No projeto e na construção destes, destacam-se os associados Mr. Millender, Antônio Chaves Barcellos e Pablo Miguel, profissionais de golfe do clube. No final de 1947, o Porto Alegre Country Club contava com seus 18 buracos completos para proporcionar a prática do golfe na cidade.

Em 1937, nas palavras de A. J. Renner, primeiro presidente do conselho administrativo do Porto Alegre Country Club, estabelecia-se o projeto da sede.

“Porto Alegre se resende de um local apropriado, onde seja possível repousar em dias de feriado, descansar em dias de domingo ou mesmo para refugiar-se em dias de calor intensivo na cidade. Um sitio que permita, ao mesmo tempo, praticar algum esporte e onde, após esses exercícios físicos, haja a possibilidade de refrescar-se debaixo da agua fria de um chuveiro. Finalmente almoçar ou ceiar num meio essencialmente agradável e que proporcione ocasião para entregar-se aos encantos da natureza e gozar do seu silencio confortativo.
(…)
Os lindos campos do nosso clube poderiam constituir um atrativo permanente para repouso, para realização de esportes em todas as suas modalidades, para levar a efeito festas ao ar livre, etc. Entretanto, tem ele a reclamar a falta de uma grande sede que, dotada de conforto, comodidade e amplo serviço de restaurante, pudesse oferecer o indispensável aos que vão em busca de descanso para o corpo, folga para o espirito, ou que vão participar da alegria de uma festividade.”

E fala sobre o campo para a prática do golfe:
“Na opinião autorizada de quem conhece numerosos campos sul-americanos, o nosso é um dos que apresentam mais bela topografia e natureza. E, terminados os aperfeiçoamentos dos quais está sendo dotado, ao meu ver, será um dos melhores da América do sul.”